terça-feira, 11 de novembro de 2014

UM INSTANTE EM 32 - PADRE LÁZARO SAMPAIO DE MATTOS: CAPELÃO CONSTITUCIONALISTA

O Padre Lázaro Sampaio de Mattos, pároco da matriz de Nossa Senhora da Penha de Itapira em 1932, esteve envolvido, assim como alguns membros do clero paulista, no Movimento Constitucionalista. Algumas imagens da época nos trazem a presença do sacerdote trajando a tradicional batina e portando a cobertura de cabeça utilizada pelos voluntários paulistas. Padre Lázaro prestou seu múnus sacerdotal através da capelania junto aos batalhões que vieram para a frente de Eleutério, sendo uma figura de grande relevo nos acontecimentos daquele período. Na imagem abaixo, temos o Padre Lázaro, ladeado por alguns oficiais paulistas, entre eles, à sua esquerda, o Major Higino Borges dos Santos, oficial da Força Pública que comandou as operações em Eleutério. A imagem pertence ao acervo do Museu Histórico e Pedagógico Prudente de Morais, de Piracicaba: http://www.museuprudentedemoraes.piracicaba.sp.gov.br/
Neste outro registro, pertencente ao acervo de Amonclayr Moraes Cintra, vemos três importantes figuras no cenário constitucionalista em Itapira, da direita para a esquerda, Padre Lázaro, trajando sobre a batina um guarda-pó, tendo um cigarro na mão esquerda, ao seu lado, pessoa ainda não identificada, Mario Cintra (pai de Amonclayr Moraes Cintra) e o Coronel Francisco Vieira, o cabo de guerra de Itapira em 1932. A pessoa ao lado de Francisco Vieira, na ponta esquerda da foto, ainda não foi identificada.