segunda-feira, 26 de março de 2012

POSTAIS - REVOLUÇÃO DE 1924

Pouco sabemos sobre estes raros postais, apenas que retratam algumas construções bombardeadas durante a Revolução de 1924. Se alguém tiver mais informações, favor entrar em contato!
















PARTICIPE! COMENTE! DIVULGUE!

Eric Lucian Apolinário

Pesquisador - Presidente
(19) 98102-7351
Núcleo MMDC de Itapira "Cel. Francisco Vieira'




4 comentários:

  1. São postais da revolução brasileira de 1924, em São Paulo. As fotos mostram como ficou uma parte da cidade depois que o governo mandou destruir a capital matando centenas de vítimas civis e inocentes, foi um verdadeiro genocídio. Vale lembrar que a revolução de 1924 não foi contra São Paulo, foi contra o governo federal.
    Mais informações aqui: http://revolucaobrasileirade1924.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. A primeira foto é de um prédio que na época era o 4º batalhão da Força Pública, na Avenida Tiradentes, quase esquina com a Rua Bandeirantes, na diagonal do quartel da Rota. Todas de 1924. A cidade foi tomada pelo Exército e pela Força Pública, esta última liderada pelo Major Miguel Costa.Ficou em poder dos revoltosos por 23 dias, depois o exército retirou suas tropas e passou a bombardear a cidade desde a Penha para que os cidadãos não mais apoiassem os revoltosos, inclusive usando aviões. Mais de 5.000 mortos, 300 mil pessoas abandonaram a cidade. O Cotonifício Crespi anda existe, é um mercado Extra na Rua dos Trilhos esquina com Paes de Barros.

    ResponderExcluir
  4. O cotoníficio CRESPI é localizado no bairro paulistano da Mooca...foi severamente atingido por bombardeio aéreo em 1924...suas torres até pouco tempo ainda tinham as marcas de balas de canhão...além do cotonífico, o Hipódromo da Mooca também foi alvo dos ataques, seus muros ficaram com marcas por toda a parte. A população precisou fazer cemitérios improvisados...um na esquina da Rua da Mooca com Juvenal Parada e outro na bifurcação da Rua do Orátório...O Crespi resistiu e ainda em 1932, voltou a ser alvo da contenda...Hoje trata-se de um prédio tombado, onde sua arquitetura se encontra preservada e é abrigo do Hiper Mercado Extra.

    ResponderExcluir